O Pr Pedro Leite nesta semana abriu a série de mensagens sobre as sete cartas às igrejas da Ásia Menor. Os textos estão em Apocalipse nos capítulos 2 e 3. A pregação feita por ele foi sobre a igreja que estava em Éfeso. As mensagens acontecem sempre às quartas-feiras.

Na próxima semana, 22, teremos o Pr Oscar pregando sobre a igreja em Esmirna. Os cultos acontecem aqui na Assembleia de Deus em Jardim América, sempre a partir das 19h30.

Confira a  pregação do Pr Pedro.

  1. Ao anjo da igreja de Éfeso escreve: Estas coisas diz aquele que conserva na mão direita as sete estrelas e que anda no meio dos sete candeeiros de ouro:
  2. Conheço as tuas obras, tanto o teu labor como a tua perseverança, e que não podes suportar homens maus, e que puseste à prova os que a si mesmos se declaram apóstolos e não são, e os achaste mentirosos;
  3. e tens perseverança, e suportaste provas por causa do meu nome, e não te deixaste esmorecer.
  4. Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor.
  5. Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras; e, se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro, caso não te arrependas.
  6. Tens, contudo, a teu favor que odeias as obras dos nicolaítas, as quais eu também odeio.
  7. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça o que o Espírito Santo diz às igrejas: Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da árvore da vida que se encontra no paraíso de Deus.

 

Introdução

Curiosidades sobre a cidade de Éfeso (30 – 100 dC)

  1. Éfeso era uma província romana e capital da Ásia Menor, sendo uma das mais importantes cidades do mundo na época.
  2. Historiadores geralmente calculam a população da cidade no primeiro século entre 250.000 e 500.000 habitantes.
  3. Éfeso teve uma localização importantíssima de contato entre os dois lados do império romano (a Europa e a Ásia). Era uma cidade estratégica para o comércio internacional da época.Conhecida também como a feira da Ásia, onde ficava o mais importante porto da região.
  4. Éfeso era conhecida como um dos maiores centros religiosos de todo império. Lá era o centro do culto ao imperador romano na Ásia menor.
  5. Éfeso era também um centro de ocultismo da época. Havia na cidade uma mística muito grande, com o comércio de muitos livros de ocultismo. Conta-se que veneravam uma carta (Pergaminho) como um amuleto da sorte.
  6.  Éfeso era o centro de adoração da deusa da fertilidade, Ártemis ou Diana. O templo de Diana era oito vezes maior que o Paternom de Atenas. Era também uma das sete maravilhas do mundo antigo, construído em mármore branco com colunas ornamentadas em ouro.
  7. O comércio da cidade era aquecido com a venda de estatuetas (nichos) da deusa Diana.
  8. Éfeso possuía um anfiteatro a céu aberto, com capacidade para 25 mil pessoas sentadas.
  9. Atualmente as ruínas de Éfeso encontram-se na cidade de Selçuk, na Turquia.

Panorama histórico

A igreja de Éfeso foi fundada pelo apóstolo Paulo, no final de sua segunda viagem missionária, conforme Atos 18:19-20. Ele retorna na sua terceira viagem e se fixa ali por três anos, começando numa Sinagoga e depois na Escola secular de Tirana, onde ensinou regularmente a Palavra de Deus por dois anos. O resultado disso foi:

Queda da idolatria. O comércio de ídolos se desarticulou e entrou em colapso. As pessoas estavam abandonando os ídolos para servir a Deus. Isso trouxe uma reação negativa em alguns comerciantes da cidade. Isso levou uma multidão insatisfeita a questionar Paulo acerca dos seus ensinos. Por isso ele fala que lutou com “feras”  

“Se, como homem, combati em Éfeso contra as bestas,…”  1 Coríntios 15:32

Queda do ocultismo. O ocultismo entrou em colapso quando as pessoas passaram a conhecer a verdade e a se desfazer dos seus livros de magia, levando-os para serem queimados na praça pública, como um gesto de rompimento com tais práticas. 

“Também muitos dos que seguiam artes mágicas trouxeram os seus livros, e os queimaram na presença de todos e, feita a conta do seu preço, acharam que montava a cinqüenta mil peças de prata.” At 19.19

Houve um avivamento em Éfeso. Todos os habitantes da Ásia menor ouviram a palavra de Deus. Atos 19 diz que a Palavra de Deus prevaleceu em Éfeso. O evangelho tornou-se próspero naquela terra outrora pagã.

fatos importantes sobre a igreja de éfeso.

Depois desses fatos iniciais, a igreja de Éfeso se transformou na terceira e mais importante igreja do novo testamento, depois das igrejas de Jerusalém e Antioquia da Síria.

  1. Dada a importância dessa igreja, passaram por lá o apóstolo Paulo (por três anos), Apolo, Timóteo, Áqüila e Priscila.
  2. Durante os anos na prisão, Paulo escreveu a epístola aos efésios. Também deixou Timóteo em Éfeso para edificar os irmãos.
  3. O apóstolo João escreve de Éfeso o evangelho e três cartas. Depois foi deportado para Ilha de Patmos (próximo a Éfeso), de onde escreveu o Apocalipse. Nota-se assim, que uma relevante literatura cristã é dirigida ou produzida nessa cidade.
  4. Na carta que Paulo escreveu aos efésios, ele a elogiou por seu amor.
  5. Quando Paulo escreve a Timóteo (que era pastor de Éfeso), ele orienta a trabalhar algumas questões, pois o amor já estava sendo ameaçado.
  6. Mais tarde Jesus escreve essa carta elogiando sua firmeza doutrinária, mas exortando a voltar à pratica das primeiras obras (primeiro amor).

Considerações acerca das sete igrejas.

  • Havia mais de sete igrejas na Ásia. Possivelmente por influencia de Paulo.
  • Jesus tece apenas elogios a duas igrejas (Esmirna e Filadéfia). Curiosamente, a mais pobre e a mais fraca.
  • Jesus tece elogios e censuras a quatro igrejas (Éfeso, Pérgamo, Tiatira e Sardes).
  • Ele só tece censuras a uma delas, a mais rica, (Laodicéia).

Com isso, notamos que o diagnóstico que Jesus faz dessas igrejas é muito diferente do que poderíamos ter feito.

A visão limitada que temos da igreja pode não refletir a sua realidade espiritual.

Quantas vezes nos enganamos e pensamos que uma igreja é forte pelo seu número de membros, pela beleza do seu templo ou pelo poder econômico do seu orçamento.

  •  A igreja de Esmirna era pobre e composta de escravos, mas Jesus olha para ele e diz: “você é rica”.
  • Laodicéia, a mais rica igreja da Ásia, que se olhava no espelho e dizia não precisar de nada. Jesus olha para ela e diz: “Você é pobre e miserável”.
  • Sardes que se julgava dinâmica e avivada, teve que ouvir de Jesus: “você está morta”.
  • Jesus olha para igreja de Filadélfia e diz: “você tem pouca força, mas diante de ti eu pus uma porta aberta”.

Temos muita dificuldade em andar em equilíbrio. Corremos o risco de ir para um extremo ou para outro e cair como a igreja de Éfeso caiu. (doutrina X relacionamentos).

Lições do texto

1)      Jesus dá segurança a sua igreja. “Ao anjo da igreja em Éfeso escreva: Estas são as palavras daquele que tem as sete estrelas em sua mão direita e anda entre os sete candelabros de ouro”.       Apocalipse 2:1

O importante é saber que Jesus não apenas tem a igreja em suas mãos, mas que anda no meio dela e a conhece. Ele conhece o nosso coração.

  • Das sete cartas, para cinco Jesus disse: “eu conheço as tuas obras”.
  • Para Esmirna ele disse: “Eu conheço a tua tribulação”.
  • Para Pérgamo ele disse: “Eu sei o lugar onde habitas, onde está o trono de satanás”.
  • Para Éfeso ele disse: “abandonaste o teu primeiro amor.”
  • Para Tiatira ele disse: “tenho contra ti que toleras Jezabel”

“As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna, e elas jamais perecerão; ninguém as poderá arrancar da minha mão”.    João 10:27-28

Não temos dúvidas da transcendência de Deus (habita todo universo), mas às vezes perdemos de vista que Ele é imanente (que está presente).

Às vezes entramos em um culto sem termos a percepção espiritual que Ele está presente. A consciência que Ele está no meio da igreja deveria gerar em nosso coração um senso profundo de reverência, quebrantamento e humilhação.

Porque a carta que Jesus enviou a Éfeso é tão importante para a igreja de hoje?

  • Estamos vivendo tempos extremamente perigosos, onde o meio evangélico está confuso.
  • Sobre a prática do “cair no espírito”, iniciada em Toronto Canadá, talvez por influencia de Benny Hinn.
  • Precisamos de muita clareza num ponto: Deus não está agindo onde sua palavra não esteja sendo pregada com fidelidade, zelo e submissão.
  • Jamais encontraremos relatos de Deus abrindo mão da verdade ou tolerando erros, seja doutrinário ou moral.
  • Experiências pessoais: por mais populares ou que o povo goste. Não podemos abrir mão, nem negociar a verdade.

A igreja brasileira proclama seu crescimento espantoso. A pergunta é: o que é que está crescendo? É o evangelho genuíno de Jesus Cristo ou é um outro evangelho? (Hibrido, sincrético). Onde se prega prosperidade e não salvação. Onde se busca milagres e não novo nascimento. Onde se corre atrás das bênçãos e não de Deus.

2)      Jesus FAZ vários elogios a igreja de Éfeso. “Conheço as suas obras, o seu trabalho árduo e a sua perseverança. Sei que você não pode tolerar homens maus, que pôs à prova os que dizem ser apóstolos mas não são, e descobriu que eles eram impostores”. Apocalipse 2:2

a)      Ele elogia aquela igreja por sua ação. “Conheço as suas obras, o seu trabalho árduo”. Éfeso era uma igreja que trabalhava, de ação, não teórica e intramuros. Era uma igreja operosa, que buscava resultados. Com sua ação ela irradiou a influencia do evangelho por toda Ásia menor.

b)      Elogiou por sua fidelidade e firmeza doutrinária. Sei que você não pode tolerar homens maus, que pôs à prova os que dizem ser apóstolos mas não são, e descobriu que eles eram impostores”.Ap 2.3

Jesus elogiou a igreja de Éfeso por não tolerar os falsos apóstolos, por não deixar que falsas doutrinas penetrassem no seu arraial, por pôr aprova aqueles que se diziam apóstolos e não eram.

” Tens, contudo, a teu favor que odeias as obras dos nicolaítas, as quais eu também odeio.” Ap 2.6

A palavra “Nikolaíta” vem da junção de duas palavras gregas: niko (conquistador) e laos (povo)

Significa, então, que o objetivo dos Nikolaítas era conquistar o povo, centrar os princípios da igreja nos homens, e não em Deus. Esses falsos mestres foram chamados de Nikolaítas, que induziram aos cristão a comerem carnes sacrificadas a ídolos e praticarem a prostituição e imoralidade.

Assim como a igreja de Éfeso rechaçou e repudiou esses falsos mestres. Hoje, precisamos do mesmo zelo pela verdade em nossa vidas e na igreja.

Muitas Igrejas hoje dizem: “nós não temos uma única linha doutrinária”

Vemos que muitas igrejas possuem grupos com linhas e visões doutrinárias diferentes. Isso significa que a verdade está sendo negociada para abraçar a todos num pragmatismo perigoso por resultados. Em outras palavras: o que o povo quer, nós fazemos. Eu procuro agradar.

O papel da igreja não é agradar e sim levar as pessoas ao arrependimento e a salvação.

c)   Elogiou por sua perseverança. “Você tem perseverado e suportado sofrimentos por causa do meu nome, e não tem desfalecido”.   Apocalipse 2:3

Ser crente em Éfeso não era fácil. Se você é perseguido por causa da sua fé, glorifique a Deus.

“Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem, perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês. Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês”.    Mateus 5:11-12

  • Se a igreja ganha a amizade do mundo, alguma coisa pode estar errada.
  • Veja se o seus relacionamentos estão sofrendo alguma pressão devido sua defesa da verdade?

3)      Jesus tinha uma censura a fazer: “Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor.” Apocalipse 2:4 

O problema dos efésios não foi uma questão de doutrina correta, mas de amor. Abandonaram o seu primeiro amor. Em nome da defesa do evangelho, perderam de vista o amor que é a essência do cristianismo.

  • É possível, que comecemos a desenvolver uma relação com a nossa ortodoxia sem nos deleitarmos mais com Deus.
  • Lutamos por uma verdade, mas não vivemos mais por ela, nem nos deleitamos mais nela.
  • Perdemos de vista a intimidade com Deus e o prazer na sua causa. As coisas acontecem mecanicamente sem alegria e amor que governou a nossa vida lá no passado.

Paulo em sua carta aos efésios elogia a igreja pelo amor.

Jesus, uma geração depois, na carta do Apocalipse, a censura por sua falta de amor: “vocês perderam o primeiro amor”É possível termos uma relação de fidelidade doutrinária sem o exercício do amor?

Um outro grave problema é a ORTODOXIA MORTA.

É quando eu tenho todas essas verdades na minha cabeça, mas essas verdades não movem mais o meu coração. (Amar a Deus e amar o meu irmão).

É quando a espiritualidade se torna árida e estéril. É quando se perde de vista que a verdade e o amor precisam caminhar juntos.

4)      Jesus chama essa igreja ao arrependimento. “Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras qu

e praticava no princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do seu lugar”. Apocalipse 2:5

Jesus pede três respostas dos efésios:

a)      Lembra-te, pois, de onde caíste: Para os efésios se arrependerem, teriam que lembrar da comunhão com Deus que deixaram para trás. Para permanecermos fiéis, a presença de Deus precisa ser a coisa mais preciosa na nossa vida.

b)      Arrepende-te: O arrependimento é uma mudança de atitude. O pecador precisa se arrepender e dar prova do seu arrependimento. Depois do arrependimento temos que mudar e dar frutos (Relacionamentos com Deus e pessoas). Aqui, uma igreja cujo amor esfriou-se precisa se arrepender.

c)      Volta à prática das primeiras obras: A mudança de atitude (o arrependimento) produzirá frutos (Mateus 3:8). Pelas obras, a pessoa arrependida mostrará a sinceridade da sua decisão. A igreja em Éfeso precisava voltar à prática das primeiras coisas, regatando o cristianismo doce, que atrai as pessoas pelo amor. Somente esse cristianismo é que vai revolucionar esse mundo perdido e em trevas. O apóstolo João escreveu: “quem não ama ainda está nas trevas”.

5)      Jesus faz um apelo à uma igreja sensível. “Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao vencedor darei o direito de comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus.” Apocalipse 2:7

A recompensa da prática do amor é o amor eterno.

Conclusão

Será que a exortação de Jesus a Éfeso é oportuna a essa igreja de hoje?

Talvez, nós também precisemos nos arrepender e voltar a prática das primeiras obras e ao primeiro amor.

Talvez, você precise fazer um check-up em sua vida e perguntar:

  • Meu Deus, onde está aquele meu fervor inicial?
  • Onde está aquele entusiasmo?
  • Onde está aquele tempo de prazer e deleite na presença de Deus?
  • Onde está aquele tempo em que eu lia a bíblia com voracidade e alimentava minha alma?
  • Onde está aquele tempo que você tinha amor pelos seus irmãos e pelos perdidos?

 

É tempo de voltar. É tempo de recomeçar e pedir que Deus nos restaure.

Anúncios